segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Pilates e caminhada são os melhores parceiros da terceira idade

Exercícios garantem condicionamento físico e um corpo mais saudável

Foto: Carlos Macedo / Agencia RBS

Três dias para o pilates, três dias para a caminhada. Essa não é uma fórmula mágica, mas pode transformar a vida da terceira idade. O pilates e uma caminhada dedicada - não vale passear no shopping -, juntos, trabalham corpo e mente, ensinam a respirar corretamente e garantem condicionamento físico. O resultado é uma vida com mais qualidade.

Enquanto o pilates fortalece músculos, ligamentos e articulações, a caminhada mantém o metabolismo funcionando e faz o sangue correr mais por todo o corpo, melhorando a saúde do coração e do cérebro.

– Reforço muscular, equilíbrio, coordenação motora e respiração são importantíssimos para a terceira idade. Para que a saúde esteja em dia é preciso garantir isso. O processo de envelhecimento vai acontecer. Depende de casa um como vai acontecer. – alerta o educador físico Rafael Soares.

O pilates e a caminhada se complementam. Soares diz que é um mito a ideia de um tempo mínimo.

– Nós queimamos calorias até dormindo. É uma lenda achar que o resultado de um exercício só vira depois de 30 minutos contínuos, por exemplo. A frequência com descanso é o tempo ideal. É possível caminhar todos os dias, mas também tem que ter um tempo de descanso. Temos que cuidar do nosso corpo todos os dias.

Soares conversa enquanto sua turma de pilates se prepara para a terceira aula da semana. A mais jovem tem 65 anos. O ritual é um momento de prazer: escolher a melhor uma calça confortável, uma camiseta leve, um tênis. Algumas usam batom, se arrumam para dedicar um tempo para o próprio corpo. Depois é hora de alongar. Cada músculo é esticado até o ponto de tensão. O professor alerta que o movimento não pode causar dor.

Todo mundo pode
Há alunos que chegam com dor nas costas, outros com hérnia. Há transplantados e há quem sinta os sinais da artrite ou da artrose. Todos eles encontram uma razão para voltar ao pilates. O exercício não trabalha no limite, que causa dor no dia seguinte.

Há três anos, Glória Gonçalves faz pilates e viu a saúde mudar em função do exercício.

– Tenho mais disposição, meus músculos estão mais fortes, minha postura é melhor. Deito e levanto como quando eu era mais jovem – conta a aluna de 65 anos.

Subir escadas é valorizado pela aposentada. Antes, a dificuldade começava já no primeiro degrau.

– Sentia meu corpo engessando e agora faço movimentos mais amplos. Antes, para fazer qualquer coisa, eu sentia dores, eu tinha que pensar em como fazer. Hoje, eu faço sem perceber porque não demanda mais tanto esforço.

Panturrilha em dia
O pilates deve ser orientado por um profissional para garantir que os movimentos serão feitos de forma correta e o corpo absorverá os benefícios. Ainda assim, Soares diz que há um exercício que pode ser feito em casa todos os dias.

– Ficar na ponta do pé e volta o calcanhar para o chão sem bater o pé. Uma panturrilha em dia ajuda na circulação sanguínea. Seis vezes por dia ajuda até na articulação do tornozelo e é o mínimo para fortalecer a região para carregar o peso do próprio corpo.

O exercício ajuda na circulação do sangue e diminui a fadiga das pernas e pés que costumam inchar e doer no verão.

A lista de Glória
Os benefícios do pilates e da caminhada ficam evidentes em cada momento da vida de Glória, que hoje sente que tem capacidades que nem imaginava antes do exercício fazer parte do dia a dia. Ela lista os principais benefícios que a dupla trouxe para sua vida:

1. Menos estresse
Menos ansiedade, menos irritabilidade e mais autoestima. O pilates, segundo Soares, trabalha também os níveis de consciência corporal. Em turma, a sociabilidade é estimulada e uma incentiva a outra a ir além. Tudo isso faz com que os motivos que causavam estresse façam cada vez menos parte das preocupações de quem cuida da própria saúde.

2. Mais força
Glória sobe escadas, ergue objetos, sente menos dor e tem mais confiança.

– Estou forte. Sei que tenho mais atenção quando caminho nas ruas e posso me manter segura das adversidades das calçadas na cidade, que nem sempre são adequadas. Também estou forte para não quebrar nada com qualquer tropeço.

3. Mais equilíbrio
Dar atenção à coordenação motora é essencial para a saúde da terceira idade. No pilates, os exercícios também trabalham o equilíbrio e os reflexos.

4. Mais alegria
Em turma, os alunos ficam mais dispostas, animadas e fazem novas amizades. Os resultados do pilates sobre a consciência do poder do próprio corpo associado à caminhada que garante mais disposição e atuam diretamente no humor da terceira idade. E uma vida mais alegre é, como diz Glória, uma vida muito melhor.


Matéria veiculada no Melhor Idade da ZH: http://zh.clicrbs.com.br/rs/vida-e-estilo/vida/melhor-idade/noticia/2014/12/pilates-e-caminhada-sao-os-melhores-parceiros-da-terceira-idade-4662035.html

Experimente nossa aula de PILATES: diariamente, em vários horários!

Postar um comentário