quarta-feira, 14 de novembro de 2012

DIA MUNDIAL DO DIABETES

Hoje é o dia mundial do diabetes. O objetivo desse dia é espalhar informação e orientações sobre cuidados e tratamentos. 
 
O diabetes é uma das principais causas de morte no mundo. As suas complicações são o principal motivo. 

Se você é portador de diabetes ou conhece alguém que seja, mude sua rotina: alimentação saudável, atividade física regular e seguir o tratamento orientado pelo seu médico pode mudar essa realidade.

Alimentação Saudável: comer de forma equilibrada, balanceada e fracionada ajuda a manter os índices glicêmicos melhores. Procurar comer fracionadamente e respeitar os horários também ajuda no controle do peso.

Atividade física: a prática regular de alguma atividade física ajuda a manter a saúde em dia. Além de todo o beneficio pro corpo, você se sente mais disposto e mais alegre. Mas sempre consulte um médico e um profissional de educação física antes de iniciar qualquer atividade.

Siga orientação médica para o seu tratamento: não use medicamentos que não foram prescritos a você. Siga corretamente as indicações do seu médico e fala sempre o acompanhamento periódico.
Segundo o site do IDF (Federação Internacional de Diabetes) , o desencadeamento de diabetes tipo 1 é geralmente repentino e dramático e pode incluir sintomas como: 

· Sede excessiva

· Rápida perda de peso

· Fome exagerada

· Cansaço inexplicável

· Muita vontade de urinar

· Má cicatrização

· Visão embaçada

· Falta de interesse e de concentração

· Vômitos e dores estomacais, frequentemente diagnosticados como gripe.

Os mesmos sintomas também ocorrem em pessoas com diabetes tipo 2, mas geralmente são menos evidentes ou até mesmo inexistentes. Em crianças com diabetes tipo 2, estes sintomas podem ser moderados ou até mesmo ausentes. No caso do diabetes tipo 1, estes sintomas surgem de forma abrupta e às vezes podem demorar a ser identificados.

Não se sabe ao certo por que as pessoas desenvolvem o diabetes tipo 1. Sabe-se que há casos em que algumas pessoas nascem com genes que as predispõem à doença, mas outras têm os mesmos genes e não têm diabetes. Outro dado é que, no geral, o diabetes tipo 1 é mais frequente em pessoas com menos de 35 anos, mas vale lembrar que ela pode surgir em qualquer idade.

DIABETES TIPO 1: É também conhecido como diabetes insulinodependente, diabetes infanto-juvenil e diabetes imunomediado. Neste tipo de diabetes a produção de insulina do pâncreas é insuficiente pois suas células sofrem o que chamamos de destruição autoimune. Os portadores de diabetes tipo 1 necessitam injeções diárias de insulina para manterem a glicose no sangue em valores normais. Há risco de vida se as doses de insulina não são dadas diariamente. O diabetes tipo 1 embora ocorra em qualquer idade é mais comum em crianças, adolescentes ou adultos jovens.

DIABETES TIPO 2: É também chamado de diabetes não insulinodependente ou diabetes do adulto e corresponde a 90% dos casos de diabetes. Ocorre geralmente em pessoas obesas com mais de 40 anos de idade embora na atualidade se vê com maior frequência em jovens , em virtude de maus hábitos alimentares, sedentarismo e stress da vida urbana Neste tipo de diabetes encontra-se a presença de insulina porém sua ação é dificultada pela obesidade, o que é conhecido como resistência insulínica, uma das causas de HIPERGLICEMIA. Por ser pouco sintomática o diabetes na maioria das vezes permanece por muitos anos sem diagnóstico e sem tratamento o que favorece a ocorrência de suas complicações no coração e no cérebro.

Acesse o site www.diabetes.org.br para mais informações. 

Cuide da sua saúde e viva bem!!

Bom dia a todos!!

Postar um comentário