segunda-feira, 25 de abril de 2011

Campanha de vacinação imuniza contra gripe H1N1 de 25 de abril a 13 de maio

Calendário inclui idosos, crianças, gestantes e profissionais da saúde


A partir do dia 25 de abril será distribuída nas Unidades Básicas de Saúde a vacina trivalente contra a gripe A (H1N1) e dois tipos de gripe sazonal. De acordo com a Secretaria Estadual da Saúde do Rio Grande do Sul, pessoas com idade acima dos 60 anos, crianças com mais de seis meses e menos de dois anos, gestantes e profissionais de saúde que atuam em emergências, postos e na Estratégia de Saúde da Família (ESF) serão contemplados nesta campanha de vacinação que termina no dia 13 de maio. O Dia D será em 30 de abril, quando as ações de imunização serão intensificadas. Com a vacinação dos grupos prioritários, o Rio Grande do Sul não registrou casos confirmados de gripe A (H1N1) em 2010. Em 2009, o Estado contabilizou 3.554 casos e 297 óbitos. Lembre-se que neste ano a imunização tripla ocorre de uma vez só, ou seja, no mesmo dia você se protege dos três tipos mais comuns de gripe com uma única dose.

Atenção: Crianças com idade entre seis meses e dois anos serão imunizadas em duas doses, com 30 dias de intervalo. A exceção são os bebês que já receberam em algum momento a vacina sazonal – o que não inclui a vacina contra a gripe A, que foi feita ano passado e que não continha cepa de influenza sazonal. Neste caso, a criança receberá apenas uma dose.


Contraindicações:
Não deve tomar a vacina quem tem alergia à proteína do ovo. Pessoas com deficiência na produção de anticorpos, seja por problemas genéticos, deficiência no sistema imunológico (de defesa do organismo) ou tratamento de doenças como câncer e aids, devem consultar o médico antes de tomar a vacina.

Conheça os principais sintomas da gripe A H1N1:

· Febre com início súbito a 39º 

· Dor de cabeça intensa 

· Cansaço extremo 

· Dor de garganta leve (a gripe comum, por exemplo, tem dor de garganta acentuada) 

· Tosse seca e contínua 

· Muco (catarro) pouco comum 

· Dores musculares muito intensas 

· Ardor nos olhos em demasia

Aparecendo um ou mais destes sintomas é importante que você procure imediatamente um médico ou um posto de saúde. E lembre-se: jamais se automedique!

terça-feira, 19 de abril de 2011

Cérebro em Movimento - Cérebro Sem Bengalas

Mais uma tarde que com certeza jamais sairá da memória dos nossos queridos alunos.
Cantando, dançando, comendo, vivenciando situações novas e bagunçando muito, essa galera coloca o cérebro para funcionar durante duas horas incríveis, e tenho certeza, duas horas de vida ganha.

Dançar?

Pintar?

Comer sem saber o que é? 

Vendar os olhos e confiar num "estranho"? 


Cantar?

Brincar? 

Pra que?
Simplesmente para colocar em movimento aquilo que está a muito tempo parado, esquecido e adormecido - O CÉREBRO. 
O sucesso do programa se dá pela entrega individual do participantes ao novo e desconhecido. Nessas horas vemos o quanto estamos acostumados com a mesmice das coisas. Quando fazemos algo diferente a vida ganha mais brilho, o cérebro desperta e podemos então ter mais qualidade em nossa vida.

Vale a pena! É muito bom, e não só para a Terceira Idade, todos podem fazer essa atividade, em qualquer idade. Informe-se conosco e saiba mais do programa para menores de 50 anos.

Um abraço apertado!
Equipe VivaClub

Excursão Chocofest - Gramado em 16/04

Foi muito agradável nosso passeio à Chocofest! O dia foi frio e chuvoso, digno da Serra Gaúcha, porém mesmo assim fizemos muitas compras e nos divertimos muito!
Confira alguns momentos:
Fábrica de Calçados em Igrejinha

 Almoço - não há registros, pois todos os fotógrafos estavam muito ocupados (=


Passeio pela Chocofest - Rua Coberta

 
Teatro
 
 Visita à Fábrica de Chocolates 


Decoração das Ruas de Gramado

4ª Parada - Visita Igreja de Pedra em Canela
 



Voltando....

Foi ótimo o passeio! Valeu a companhia de todos!
Um grande abraço!

Em breve nova excursão...

sexta-feira, 15 de abril de 2011

Cérebro em Movimento - Cérebro Sem Bengalas

Mais uma vez nossa programação é um sucesso!

Na quarta, 13, foi o terceiro "encontrão" do programa Cérebro em Movimento coordenado com muita alegria e competência da nossa gerontologa Maria Clarice Moreira.

Com objetivo de despertar aquelas partes adormecidas ou esquecidas do cérebro o programa é composto de muitas dinâmicas e atividades que trabalham os 5 sentidos, principais meios entradas de informação do nosso corpo.


Em breve Clarice lançará um Blog onde publicará mais conteúdos relacionados com o cérebro.

Um abraço a todos,
Equipe VivaClub


terça-feira, 12 de abril de 2011

Maturidade plena - Especialistas mostram como tornar o envelhecer mais prazeroso

A idade é uma verdade, não ilude
Quem dividiu a vida com prazer
Velho é se drogar de juventude
Ser jovem é saber envelhecer
Velho é quem se ilude
Que a idade é juventude
Ser jovem é saber envelhecer 
(Trecho da música "Sentir-se Jovem" de Juca Chaves)



Precisa dizer mais? Ser jovem é simplesmente sentir-se assim, não interessa o que dizem  aqueles quatro dígitos que saltam aos olhos na carteira de identidade. Os tempos mudaram. Os novos tratamentos estéticos e de saúde, o acesso ao conhecimento, ao lazer e à informação e a esperança de vida hoje são maiores e melhores do que eram há duas décadas. Não apenas garantir uma boa aparência, mas também manter a mente saudável é a nova fórmula para se atingir a maturidade plena.
Por que amadurecer precisa ser necessariamente visto como o início do fim? A maturidade pode ser a melhor idade, o caminho mais natural de todos, que tem início a partir do momento em que nascemos. “Envelhecer é o processo de mudanças fisiológicas com início depois da maturação sexual e aceleração a partir da quinta década de vida. É fruto da ação combinada de variáveis genético biológicas, socioculturais e de estilo de vida. Diferentes indivíduos envelhecem em ritmos também diferentes”, define a psicóloga e professora da Unicamp especialista em Psicologia do Envelhecimento, Anita Liberalesso Neri.
A diferença, no entanto, está na forma como se chega lá. De acordo com o psicólogo, especialista em Geriatria e Gerontologia e professor da UnATI/UERJ Wallace Hetmanek, “o envelhecer se dá em diferentes esferas. Além do biológico, podemos destacar o social e psicológico, que está associado às reservas que o indivíduo possui. Reservas estas que serão determinantes para definir o grau de saúde mental que indivíduo mantém e conquista ao longo dos anos, que pode ser reforçada por experiências positivas, boas relações. O envelhecimento pode ser medido do ponto de vista cronológico, ou seja, da idade da carteira de identidade, mas dificilmente será relevante para falarmos de uma população que é muito melhor explicada pelas diferenças do que pelas  generalizações”, explica ele.
Maturidade plena. Quem não sonha com ela? Amadurecer plenamente não é somente chegar com saúde física aos 50, 60, 70 anos de idade. É viver o presente, sem pensar no que virá pela frente. Hetmanek diz que “o que há de mais errado na concepção do que é viver plenamente na maturidade é a busca por receitas mágicas ou milagrosas para a manutenção de um comportamento jovem estereotipado, a busca de um corpo perfeito, mais comumente pelas mulheres, e a manutenção de um desempenho sexual invejável, por parte dos homens”.  Segundo Anita Neri, o envelhecimento ativo “é aquele caracterizado por boa saúde, estilo de vida favorável à boa saúde, atividade e participação social. É viver de forma compatível com os recursos biológicos, sociais e psicológicos disponíveis.”
Envelhecer, amadurecer, embranquecer. Os termos são inúmeros, mas como saber se já chegou o momento? Anita Neri esclarece que “existem diversas idades verdadeiras. A idade biológica é aquela que está no núcleo das células dos vários sistemas do organismo. A social é a da carteira de identidade, que interage com as normas da sociedade. Já a psicológica, amplamente apoiada na comparação social, é aquela que sente que tem, em função da aparência, da funcionalidade física e mental, do status e da integração social que julga ter”, diz a psicóloga.
Medo, insegurança, dificuldade de aceitação. Os questionamentos são muitos, mas são necessários, pois são eles que tornam o envelhecer um processo único. “Digo com segurança que não deveríamos buscar retardar ou adiar o envelhecimento e sim aceitá-lo e se adaptar às mudanças que ele sugere desde que nascemos, que se intensificam após os 30, seguem se acentuando após os 40 e assim por diante. Desta forma, o sofrimento, a da vergonha da idade e a sensação de falta de lugar na sociedade poderão dar lugar a sensação de prazer e desfrute”, finaliza Wallace.

Fonte do texto: www.maisde50.com.br - Por Ilana Ramos.

Achei bem interessante este texto. O site mais de 50 é ótimo, vale a pena visitar.

Tenham um bom dia! Viva a Maturidade!
Abraços, 
Equipe VivaClub

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Arteterapia

No dia mundial da saúde nada como começar uma nova atividade, porque afinal, saúde não é apenas não estar doente. Saúde é estar bem fisicamente, mentalmente e socialmente! 

Divididas em dois grupos, a tarefa das gurias hoje foi criar caixas para guardar o material. As caixas decoradas receberam os nomes Girassol e Conquista.
Compartilho com vocês a arte nas nossas meninas coordenadas pela professora Josane:


 


Uma alimentação adequada, fazer exercícios regularmente e dormir bem nos ajudam bastante a ter saúde. 


Pratique saúde! Pratique coisas que te façam sentir bem, feliz e satisfeito!

Os encontros da Arteterapia serão sempre nas quintas das 14h às 16h.

Um grande abraço e boa saúde a todos!
Equipe VivaClub